Quando olhamos para as estratégias de fidelidade de pequenos a grandes negócios, observamos uma bela oportunidade de recorrência: no final das contas o cliente final está ganhando dinheiro e o estabelecimento está vendendo mais.

O mais comum dos modelos é: quando você gasta R$ X reais, você acumula pontos para trocar por produtos em serviços e produtos que valem R$X /100 reais. Por mais não justa conversão pareça ser, a qual conversão de pontos geralmente está bem distantes ao dinheiro inicial gasto pelo consumidor, ainda assim é um ótimo negócio para o mesmo mero mortal, que pode economizar em combustível, passagens aéreas, serviços de streaming, etc.

O sistema de engajamento por pontos, já deu milhares de evidencias em casos de sucesso como Nubank Rewards, Esfera Santander, e outras categorias de bons clubes de desconto para os clientes de cada empresa. Contudo, e se você ganhasse pontos, sem precisar gastar? Apenas por realizar atividades rotineiras como sempre faz, e melhor: e se for de forma sustentável?

A Ecomilhas é o modelo de clube de desconto, baseado em milhas aéreas aplicado para mobilidade urbana, da mesma forma que você viaja, e pela distancia acumula milhas para trocar por novas passagens, na Ecomilhas você realiza o mesmo câmbio, mas sem precisar gastar, apenas contribuindo com a mobilidade urbana sustentável, e então estimulando a responsabilidade socioambiental junto a estabelecimentos parceiros dentro da nossa plataforma.

Com a nossa gamificação, usuários interagem, competem e trocam dicas juntos, como o que aconteceu no nosso primeiro teste de MVP onde duas mulheres da capital paulista preferiram pedalar juntar e resgatar milhas, do que sofrer problemas de assédio cotidiano em linha de transporte público.

Há ainda muitas melhorias para serem feitas, tanto em infraestrutura de grandes centros urbanos para estimular essa prática, quanto o padrão de mobilidade atual em desenvolvimento de um consumo mais responsável. Na Ecomilhas, os desafios de mobilidade são justamente com relação a isso. Misturamos o conceito de Waze com Pokémon Go para alcançar sustentabilidade em grandes centros urbanos.

Você percebe que pode ganhar pontos sustentavelmente por simplesmente criar melhores hábitos de mobilidade urbana. É como se te pagassem para respirar, e não o contrário.

A balança para equilíbrio de esforço e conversão também é cuidadosa, é assim que os rankings, conquistas, troféus e toda a interação dos usuários nos deixa avaliar as melhores oportunidades para cada realidade. afinal de contas, a sensação de gastar R$100,00 reais para ganhar 1 ponto é tão desagradável quanto o esforço em pedalar 100 km e perceber a mesma conversão.

Ser sustentável não é fácil, não é confortável, e as vezes, nem mesmo seguro, esse é um dos problemas que a Ecomilhas tenta resolver, Ride for it!